blue-brushstrokes-background.jpg

Quem Somos

O Caixeiros Viajantes

(Musterreiter Club)

    Hoje muitas vendas são feitas por telefone, internet e outros meios modernos. No passado, eram estes profissionais que, visitando pessoalmente os comerciantes nos seus estabelecimentos, realizavam as vendas de atacado. Ou seja as vendas que as indústrias e as empresas comerciais atacadistas fazem para lojas. É o setor do comércio que abastece os estabelecimentos varejistas, ou seja, aqueles que atendem diretamente o consumidor final.
     Dentro do sistema comercial da época, eles tinham enorme importância. Tanto que, em Porto Alegre, o Clube dos Caixeiros Viajantes foi um dos mais ativos no final do século XIX e primeira metade do Século XX.

1880

 

   A história do clube Caixeiros Viajantes começa a ser escrita na década de 1880 quando, por conseqüência de uma enchente no rio Caí, seis caixeiros viajantes ficam retidos na cidade de Feliz e fomentam o desejo de criar uma associação de encontro, recreio, ajuda e defesa dos interesses do grupo. O local escolhido para a sede da associação foi a cidade de Porto Alegre, mais precisamente o mato Mostardeiro, utilizado pelos viajantes comerciais como local de acampamentos e refeições.

linhas.png
QS_01.png

1885

 

    O desejo formalizou-se em 26 de dezembro de 1885 com a criação do “Musterreiter Club”, traduzido literalmente como “Clube dos Cavaleiros de Amostras”. A associação de origem predominantemente germânica teve como primeiro presidente – eleito em votação -, Albrecht Lorenz, e a finalidade de “apoiar seus associados quando estiverem com suas atividades comerciais prejudicadas por doença ou qualquer tipo de impedimento, respondendo por suas obrigações profissionais”, conforme a ata de fundação.

linhas.png
QS_02.png

1904

 

  Em terreno contíguo, a partir de 1904, passou a localizar-se o Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense que, por muitos anos, utilizou as dependências do Musterreiter Club, com características da arquitetura colonial alemã, como vestiários e salões de festa. Em outra área lindeira, localizava-se o Prado Independência, embrião do Jóquei Club do Rio Grande do Sul.

linhas.png
QS_03.png

1936

 

    O crescente surgimento de sociedades de caixeiros viajantes pelo estado fez com que, em 1º de junho de 1936, através da fusão do “Musterreiter Club” com a “Associação Serrana dos Caixeiros Viajantes” (fundada em 1932), surgisse a “Associação Sul-Riograndense dos Viajantes Comerciais”, o clube Caixeiros Viajantes como é conhecido.

linhas.png
QS_04.png

1942

 

Em 1942, o clube recebeu a adesão da Sociedade de Tiro de Porto Alegre (fundada em 1869).

linhas.png
QS_05.png

1945

 

   Entre os momentos marcantes da história do clube estão as complicações ocorridas no período da Segunda Guerra Mundial, pelo fato da associação ter predominância germânica entre seus sócios, o que obrigou os comerciantes a retirarem o busto em homenagem a Otto von Bismarck erguido na época da inauguração da sede por medo de retaliações e, de acordo com a lenda, enterrá-lo sob as árvores do clube, em um local atualmente desconhecido, deixando apenas o memorial que ainda resiste depois de 135 anos.

linhas.png
QS_06.png

1970

 

    Felizmente, na década seguinte, o clube Caixeiros Viajantes reergue-se imponente em seu terreno de 12.500m² situado em uma das mais valorizadas áreas de Porto Alegre. Além da nova sede social com aproximadamente 7.000m² de área construída, rodeada por outro tanto dos últimos resquícios de mata atlântica da zona central da capital gaúcha, várias outras benfeitorias foram concluídas para satisfazer as crescentes necessidades do seu quadro social.

linhas.png
QS_07.png

2022

 

    Hoje, o clube Caixeiros Viajantes, na marca dos seus 135 anos de existência, projeta-se para o futuro, a fim de continuar por muitos anos contribuindo para a formação, lazer e qualidade de vida das futuras gerações.

linhas.png
QS_09.png
whatsapp-logo-1.png